Como empresas dos 21 setores da economia respondem às crises

por Fred Estante

Qual dos 21 setores da economia é mais resistente às crises? E qual sofre mais?

Não tem nada mais importante para um empreendedor do que saber tudo sobre o seu setor e como ele evoluiu nas últimas décadas e se comportou durante as crises.

Hoje existem mais de 20 milhões de empresas ativas no nosso país. E mais de 10 milhões são MEI, os Microempreendedores Individuais!

São números impressionantes. Mas o nosso Brasil é um país impressionante.

Os MEI que estão carregando o Brasil nas costas, e são eles que estão movimentando o empreendedorismo Brasileiro.

Ali no Guia Prático das Empresas do Brasil você viu que em 2019 mais de 75% de TODAS as novas empresas no Brasil foram abertas por MEI.

E é por isso que a economia do Brasil está muito dinâmica nessa última década desde que a categoria de MEI foi criada, porque até agora mais de 10 milhões de brasileiros formalizaram seus pequenos negócios e estão impactando a economia real.

Então é muito importante que todo empreendedor, vendedor e diretor entenda muito bem como a economia do Brasil está mudando e quais setores estão crescendo e diminuindo, para tomar as decisões certas para seus negócios, e, claro, lucrar muito mais!

Neste post também vamos analisar os impactos devastadores das crises econômicas de 2008 e 2018 no empreendedorismo do Brasil.

Na crise de 2008 o Brasil perdeu praticamente 23% das empresas ativas. Vários setores sofreram muito, mas alguns cresceram durante a crise!

E todos os setores sempre se recuperam, mas em velocidades diferentes.

Nas análises você vai ver algo que ficou muito claro: toda crise traz muitas oportunidades de ouro para quem está preparado.

E como a gente está em uma crise agora sem luz no fim do túnel, existem muitas oportunidades escondidas pra gente sair ganhando!

A gente vai mergulhar junto nesse mundo agora e descobrir tudo sobre como os 21 setores da economia brasileira estão evoluindo nas últimas décadas e respondendo às crises.

E pra fazer esse estudo eu utilizei dados reais e atualizados da Receita Federal, que foram publicados em 26 de Abril de 2020.


A Evolução do Empreendedorismo no Brasil

Milhões de empresas abrem e fecham no Brasil todos anos.

E isso é natural e importante para que a economia cresça.

É esse grande movimento de abertura e fechamento de empresas que aumenta a competitividade, gera empregos, cria novos mercados e que obriga eu e você a estarmos sempre procurando novas oportunidades para nossos negócios.

Atmosphere Empresas Novas e Fechadas por Ano no Brasil

Esse gráfico mostra o número de empresas que abriram e fecharam ano após ano entre 1965 e 2019 no Brasil.

Como dá pra ver claramente, 2019 foi o ano recorde de abertura de novas empresas!

E a crise econômica mundial de 2008 foi responsável pelo maior fechamento de empresas da história do nosso país. Daqui a pouco a gente vai analisar tudo sobre essa crise.

Ah, e se você não é muito acostumado a olhar gráficos, dá uma olhadinha neste post super simples e objetivo de como interpretar gráficos para tomar decisões inteligentes.

Esse post fala de um jeito bem fácil como entender de verdade diversos tipos de gráficos!

Mas continuando por aqui.

Essa dinâmica de empresas abrindo e fechando todos os anos afeta diretamente o número de empresas ativas no Brasil.

Por isso fiz um gráfico pra gente ver esse resultado.

Atmosphere Empresas Ativas por Ano no Brasil

Nesse gráfico de empresas ativas dá pra ver muito bem o impacto da crise econômica de 2008 e da crise econômica e política de 2018.

Esses foram os únicos dois anos que o número de empresas ativas no Brasil diminui em comparação ao ano anterior.

Até agora, claro. Vamos esperar as cenas dos próximos capítulos da novela Brasil.

Mas isso é fato: TUDO gera oportunidades.

Se a economia está indo muito bem, todo mundo está ganhando e novas oportunidades aparecem o tempo todo.

Mas nas crises também surgem ótimas oportunidades quando nossos concorrentes fecham as portas e novas necessidades aparecem. Já já vamos ver dados muito assustadores e interessantes sobre as últimas crises no Brasil.

No meio do caos sempre há oportunidade, disse o General Sun Tzu 2.500 anos atrás na sua obra-prima A Arte da Guerra, que é leitura obrigatória para todo empreendedor.

O que estamos passando agora com essa pandemia é um exemplo perfeito.

Quanto você apostaria comigo em 2019 que passaríamos o ano de 2020 com máscaras no rosto?

E é exatamente por isso que a economia é muito dinâmica e precisamos analisar em detalhes o tempo todo como nosso mercado está reagindo, onde estão surgindo novos clientes e onde nossos concorrentes estão abrindo e fechando.

Então.. Mãos na massa!

O Famoso CNAE e Sua Estrutura

Como discutimos em detalhes lá no Guia Prático das Empresas do Brasil , cada atividade econômica da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) tem 5 níveis de detalhamento.

  • Seção
  • Divisão
  • Grupo
  • Classe
  • Subclasse

A Seção é o nível mais alto e que divide toda a economia em 21 setores principais:

Seção Denominação
A Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Aqüicultura
B Indústrias Extrativas
C Indústrias de Transformação
D Eletricidade e Gás
E Água, Esgoto, Atividades de Gestão de Resíduos e Descontaminação
F Construção
G Comércio; Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas
H Transporte, Armazenagem e Correio
I Alojamento e Alimentação
J Informação e Comunicação
K Atividades Financeiras, de Seguros e Serviços Relacionados
L Atividades Imobiliárias
M Atividades Profissionais, Científicas e Técnicas
N Atividades Administrativas e Serviços Complementares
O Administração Pública, Defesa e Seguridade Social
P Educação
Q Saúde Humana e Serviços Sociais
R Artes, Cultura, Esporte e Recreação
S Outras Atividades de Serviços
T Serviços Domésticos
U Organismos Internacionais e Outras Instituições Extraterritoriais

Depois da Seção, o próximo nível é a Divisão. Cada Seção pode ter várias Divisões que começam a separar os diferentes tipos de atividade econômica que as empresas podem exercer.

E a cada nível o detalhamento aumenta. No fim da linha existem 1.332 Subclasses, que são as atividades econômicas finais que as empresas podem exercer.

Nesse post você vai descobrir tudo sobre o tamanho e evolução das 21 Seções da economia do Brasil!

Vem comigo.

Comércio - Quem Manda no Brasil

Em 2019 a Seção G - Comércio; Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas, foi a Seção que encerrou o ano com o maior número de empresas ativas: 6.425.515.

Essa Seção tem um nome estranho e que dá a entender que estamos falando de comércio de veículos, mas não é bem assim.

Estas são as Divisões dentro dessa Seção:

  • Comércio e Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas
  • Comércio Por Atacado, Exceto Veículos Automotores e Motocicletas
  • Comércio Varejista

A Seção do Comércio na verdade é o comércio varejista, que representa todo esse setor, e não somente comércio de veículos.

Então são mais de 6 milhões de empresas ativas no Brasil trabalhando no comércio varejista como um todo, e também na manutenção de veículos e motocicletas.

Os Principais Setores da Economia do Brasil

Ok, o Comércio geral domina as empresas ativas no Brasil.

Mas a gente meio que já esperava isso, né?

Ao andar pelas ruas do nosso bairro ou onde quer que a gente vá, é só olhar pro lado pra ver dezenas e dezenas de lojas vendendo tudo que você possa imaginar.

Essa é a economia real do nosso país.

Mas e o resto? Onde estão as empresas?

Você que já acompanha o blog aqui já sabe. Tem gráfico chegando!

Atmosphere Empresas Ativas por Seção da Atividade Econômica

Assim fica fácil visualizar a proporção entre as 21 Seções de atividade econômica, e como algumas são muito maiores que as outras!

Eu adorei esse gráfico, rapidinho dá pra entender quais são os setores com maior número de empresas ativas.

Mas dá pra levar essa análise ainda mais um passo pra frente. Então, claro que preparei uma tabela pra descobrirmos isso juntos.

Seção Denominação Número de Empresas Ativas em 2019
A Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Aqüicultura 692.752
B Indústrias Extrativas 27.351
C Indústrias de Transformação 1.706.974
D Eletricidade e Gás 13.995
E Água, Esgoto, Atividades de Gestão de Resíduos e Descontaminação 52.661
F Construção 1.443.547
G Comércio; Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas 6.425.515
H Transporte, Armazenagem e Correio 1.081.801
I Alojamento e Alimentação 1.625.908
J Informação e Comunicação 413.670
K Atividades Financeiras, de Seguros e Serviços Relacionados 350.142
L Atividades Imobiliárias 184.015
M Atividades Profissionais, Científicas e Técnicas 1.053.704
N Atividades Administrativas e Serviços Complementares 1.381.666
O Administração Pública, Defesa e Seguridade Social 55.545
P Educação 586.193
Q Saúde Humana e Serviços Sociais 503.507
R Artes, Cultura, Esporte e Recreação 248.201
S Outras Atividades de Serviços 2.012.077
T Serviços Domésticos 132.394
U Organismos Internacionais e Outras Instituições Extraterritoriais 2.054

Mas acho melhor ordenar essa tabela e adicionar mais uma coluna pra gente tirar conclusões melhores.

Seção Denominação Número de Empresas Ativas em 2019 % do Total
G Comércio; Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas 6.425.515 32.1%
S Outras Atividades de Serviços 2.012.077 10.1%
C Indústrias de Transformação 1.706.974 8.5%
I Alojamento e Alimentação 1.625.908 8.1%
F Construção 1.443.547 7.2%
N Atividades Administrativas e Serviços Complementares 1.381.666 6.9%
H Transporte, Armazenagem e Correio 1.081.801 5.4%
M Atividades Profissionais, Científicas e Técnicas 1.053.704 5.3%
A Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Aqüicultura 692.752 3.5%
P Educação 586.193 2.9%
Q Saúde Humana e Serviços Sociais 503.507 2.5%
J Informação e Comunicação 413.67 2.1%
K Atividades Financeiras, de Seguros e Serviços Relacionados 350.142 1.8%
R Artes, Cultura, Esporte e Recreação 248.201 1.2%
L Atividades Imobiliárias 184.015 0.9%
T Serviços Domésticos 132.394 0.7%
O Administração Pública, Defesa e Seguridade Social 55.545 0.3%
E Água, Esgoto, Atividades de Gestão de Resíduos e Descontaminação 52.661 0.3%
B Indústrias Extrativas 27.351 0.1%
D Eletricidade e Gás 13.995 0.1%
U Organismos Internacionais e Outras Instituições Extraterritoriais 2.054 0.0%

Esta tabela é muito poderosa porque mostra de um jeito bem simples quantas empresas estão ativas no Brasil em cada setor da economia.

Quase um terço de todas as empresas ativas no Brasil são de comércio varejista ou reparo de automóveis!

Mas infelizmente esse sistema de classificação do IBGE não é muito claro.

O que quer dizer a Seção “Outras Atividades de Serviços”?

Bem, as Divisões (próximo nível de detalhamento) desta Seção são:

  • Atividades de Organizações Associativas
  • Reparação e Manutenção de Equipamentos de Informática e Comunicação e de Objetos Pessoais e Domésticos
  • Outras Atividades de Serviços Pessoais

Ah tá, agora faz todo sentido essa Seção!

..

Ok, brincadeira. A descrição das Divisões não ajudou em nada.

Por isso resolvi ir direto para as Subclasses dessa Seção para entendermos bem quais atividades econômicas estão representadas.

  • Atividades de organizações associativas patronais e empresariais
  • Atividades de fiscalização profissional
  • Outras atividades associativas profissionais
  • Atividades de organizações sindicais
  • Atividades de associações de defesa de direitos sociais
  • Atividades de organizações religiosas ou filosóficas
  • Atividades de organizações políticas
  • Atividades de organizações associativas ligadas à cultura e à arte
  • Atividades associativas não especificadas anteriormente
  • Reparação e manutenção de computadores e de equipamentos periféricos
  • Reparação e manutenção de equipamentos de comunicação
  • Reparação e manutenção de equipamentos eletroeletrônicos de uso pessoal e doméstico
  • Reparação e manutenção de objetos e equipamentos pessoais e domésticos não especificados anteriormente
  • Lavanderias
  • Tinturarias
  • Toalheiros
  • Agências matrimoniais
  • Exploração de máquinas de serviços pessoais acionadas por moeda
  • Atividades de sauna e banhos
  • Serviços de tatuagem e colocação de piercing
  • Alojamento de animais domésticos
  • Higiene e embelezamento de animais domésticos
  • Outras atividades de serviços pessoais não especificadas anteriormente
  • Gestão e manutenção de cemitérios
  • Serviços de cremação
  • Serviços de sepultamento
  • Serviços de funerárias
  • Serviços de somatoconservação
  • Atividades funerárias e serviços relacionados não especificados anteriormente
  • Cabeleireiros, manicure e pedicure
  • Atividades de estética e outros serviços de cuidados com a beleza

Pronto!

Agora sim dá pra entender muito melhor que tipos de serviços podem ser executados dentro dessa Seção.

E realmente faz sentido ser a segunda maior Seção porque somente a atividade de Cabeleireiros, manicure e pedicure é a segunda maior atividade econômica do Brasil!

Mas voltando pra tabela. O restante das Seções são mais fáceis de entender quais atividades são exercidas.

Caso você queira navegar toda essa estrutura dos CNAEs e explorar cada nível de detalhe, dá uma olhadinha no site do IBGE .

Vamos continuar andando aqui porque ainda tem muita informação valiosa pra gente ver.

As Atividades Econômicas que mais Crescem

Na última seção deste post a gente viu em detalhes as maiores atividades econômicas no Brasil.

Mas você que é responsável pelas vendas e estratégia do seu negócio sabe que não dá pra olhar só pra ponta do próprio nariz…

Tem que ter uma visão completa. Tem que olhar pra trás e entender como tudo vem evoluindo pra se preparar pro futuro.

Por isso é muito importante olhar o crescimento de todo o mercado nos últimos anos.

E claro, aqui nenhuma curiosidade fica sem resposta!

Por isso preparei essa tabela aqui pra gente olhar juntos essa evolução.

Seção Denominação 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019
A Agricultura. Pecuária. Produção Florestal. Pesca e Aqüicultura 481.498 512.908 544.662 574.336 599.855 617.502 639.574 660.443 668.275 692.752
B Indústrias Extrativas 29.868 31.292 32.514 33.569 34.472 33.115 33.462 33.762 29.532 27.351
C Indústrias de Transformação 991.134 1.130.262 1.271.134 1.408.212 1.541.302 1.592.951 1.704.910 1.823.270 1.612.354 1.706.974
D Eletricidade e Gás 8.426 9.092 9.616 10.281 11.074 11.585 11.981 12.285 12.675 13.995
E Água. Esgoto. Atividades de Gestão de Resíduos e Descontaminação 24.756 28.532 32.531 37.024 41.001 43.489 46.929 51.303 48.518 52.661
F Construção 456.293 575.839 713.202 865.439 1.017.701 1.137.578 1.263.963 1.392.918 1.298.640 1.443.547
G Comércio; Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas 5.156.260 5.669.087 6.183.575 6.692.437 7.150.777 7.059.101 7.356.141 7.692.112 6.411.503 6.425.515
H Transporte. Armazenagem e Correio 474.782 541.909 614.447 692.906 766.519 808.744 871.012 950.217 921.020 1.081.801
I Alojamento e Alimentação 830.847 953.889 1.083.874 1.224.120 1.366.751 1.429.090 1.554.518 1.687.370 1.487.394 1.625.908
J Informação e Comunicação 272.148 297.387 322.798 346.881 369.211 374.620 394.386 417.961 388.969 413.670
K Atividades Financeiras. de Seguros e Serviços Relacionados 238.868 258.278 274.745 290.021 304.605 311.817 324.998 340.762 333.975 350.142
L Atividades Imobiliárias 102.126 114.068 126.702 140.143 152.636 161.677 172.470 183.060 177.346 184.015
M Atividades Profissionais. Científicas e Técnicas 461.957 521.378 584.837 652.827 716.179 770.982 855.189 950.078 934.134 1.053.704
N Atividades Administrativas e Serviços Complementares 817.031 903.173 992.116 1.084.214 1.172.069 1.211.355 1.289.089 1.380.969 1.287.183 1.381.666
O Administração Pública. Defesa e Seguridade Social 47.771 49.078 49.789 51.787 52.757 53.001 53.478 54.559 56.043 55.545
P Educação 242.328 273.592 308.344 348.859 388.119 417.541 460.679 510.461 515.209 586.193
Q Saúde Humana e Serviços Sociais 373.039 388.608 405.930 426.623 448.059 436.222 466.923 506.402 469.366 503.507
R Artes. Cultura. Esporte e Recreação 164.662 180.660 199.125 219.695 242.887 249.123 269.704 290.575 247.832 248.201
S Outras Atividades de Serviços 1.086.538 1.275.286 1.449.221 1.617.078 1.777.424 1.838.511 1.990.386 2.156.811 1.927.314 2.012.077
T Serviços Domésticos 1.017 1.732 2.551 3.288 4.367 21.076 40.692 62.467 91.850 132.394
U Organismos Internacionais e Outras Instituições Extraterritoriais 2.089 2.110 2.143 2.172 2.191 2.149 2.157 2.159 2.072 2.054

Esta tabela é simples mas poderosa. Nela dá pra ver o tamanho e crescimento das empresas ativas em cada uma das 21 Seções na última década, entre 2010 e 2019.

O que você achou do seu setor? Esperava esses números e crescimento? Conta pra mim nos comentários!

Eu gostei bastante desta tabela, mas pensei em um jeito ainda melhor de ver esse crescimento. A gente vai ver agora o crescimento anual relativo, sempre comparando com o ano anterior.

Seção Denominação 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019
A Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Aqüicultura 7.4% 6.5% 6.2% 5.4% 4.4% 2.9% 3.6% 3.3% 1.2% 3.7%
B Indústrias Extrativas 3.2% 4.8% 3.9% 3.2% 2.7% -3.9% 1.0% 0.9% -12.5% -7.4%
C Indústrias de Transformação 15.7% 14.0% 12.5% 10.8% 9.5% 3.4% 7.0% 6.9% -11.6% 5.9%
D Eletricidade e Gás 7.6% 7.9% 5.8% 6.9% 7.7% 4.6% 3.4% 2.5% 3.2% 10.4%
E Água, Esgoto, Atividades de Gestão de Resíduos e Descontaminação 15.4% 15.3% 14.0% 13.8% 10.7% 6.1% 7.9% 9.3% -5.4% 8.5%
F Construção 25.1% 26.2% 23.9% 21.3% 17.6% 11.8% 11.1% 10.2% -6.8% 11.2%
G Comércio; Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas 9.6% 9.9% 9.1% 8.2% 6.8% -1.3% 4.2% 4.6% -16.6% 0.2%
H Transporte, Armazenagem e Correio 12.7% 14.1% 13.4% 12.8% 10.6% 5.5% 7.7% 9.1% -3.1% 17.5%
I Alojamento e Alimentação 15.4% 14.8% 13.6% 12.9% 11.7% 4.6% 8.8% 8.5% -11.9% 9.3%
J Informação e Comunicação 7.9% 9.3% 8.5% 7.5% 6.4% 1.5% 5.3% 6.0% -6.9% 6.4%
K Atividades Financeiras, de Seguros e Serviços Relacionados 7.1% 8.1% 6.4% 5.6% 5.0% 2.4% 4.2% 4.9% -2.0% 4.8%
L Atividades Imobiliárias 10.9% 11.7% 11.1% 10.6% 8.9% 5.9% 6.7% 6.1% -3.1% 3.8%
M Atividades Profissionais, Científicas e Técnicas 12.2% 12.9% 12.2% 11.6% 9.7% 7.7% 10.9% 11.1% -1.7% 12.8%
N Atividades Administrativas e Serviços Complementares 10.4% 10.5% 9.8% 9.3% 8.1% 3.4% 6.4% 7.1% -6.8% 7.3%
O Administração Pública, Defesa e Seguridade Social 3.2% 2.7% 1.4% 4.0% 1.9% 0.5% 0.9% 2.0% 2.7% -0.9%
P Educação 12.7% 12.9% 12.7% 13.1% 11.3% 7.6% 10.3% 10.8% 0.9% 13.8%
Q Saúde Humana e Serviços Sociais 3.7% 4.2% 4.5% 5.1% 5.0% -2.6% 7.0% 8.5% -7.3% 7.3%
R Artes, Cultura, Esporte e Recreação 8.5% 9.7% 10.2% 10.3% 10.6% 2.6% 8.3% 7.7% -14.7% 0.1%
S Outras Atividades de Serviços 14.9% 17.4% 13.6% 11.6% 9.9% 3.4% 8.3% 8.4% -10.6% 4.4%
T Serviços Domésticos 65.4% 70.3% 47.3% 28.9% 32.8% 382.6% 93.1% 53.5% 47.0% 44.1%
U Organismos Internacionais e Outras Instituições Extraterritoriais 0.7% 1.0% 1.6% 1.4% 0.9% -1.9% 0.4% 0.1% -4.0% -0.9%

Uow!

Só de bater o olho na tabela já tem algo que chama muito a atenção.

Você viu o crescimento da Seção T?

É a Seção de Serviços Domésticos. Olha a quantidade enorme de brasileiros formalizando os seus pequenos negócios para aproveitar os benefícios de ser MEI!

Tem muita informação muito legal nessa tabela. Dá pra ficar uma hora olhando o crescimento entre as categorias e durante os anos.

Outro setor que cresceu muito nessa última década foi o de Construção. Dá uma olhadinha ali na tabela, crescimento forte ano após ano.

Alguns outros setores também tiveram um crescimento forte durante a última década.

Por exemplo, Alojamento e Alimentação, Educação e Indústrias de Transformação também tiveram um crescimento bem expressivo.

Mas tiveram alguns números ali que chamaram a atenção..

Indústrias Extrativas, Comércio, Saúde Humana e Serviços Sociais, e Organismos Internacionais e Outras Instituições Extraterritoriais tiveram quedas em 2015, comparados a 2014.

E não foi coincidência. Neste ano que começou a crise política e econômica do país.

E apesar do crescimento expressivo em quase todos os anos da última década, tem algo muito feio ali no meio.

A crise de 2018, como a gente viu antes nos gráficos, foi avassaladora. 16 dos 21 setores principais da economia tiveram queda no número de empresas ativas.

Em alguns setores as quedas foram maiores que 10%.

O Comércio perdeu 16% de suas empresas quando comparado a 2017.

O que mais te chamou a atenção nessa tabela? Diz pra mim nos comentários aqui no fim desse post, vai ser muito legal ouvir sobre a sua indústria!

Continuando aqui.

Isso tudo me fez pensar em uma coisa..

Como que o empreendedorismo do Brasil se comporta durante as crises econômicas e políticas?

Crises de 2008 e 2018 - Foi Feio. O Que Dá Pra Aprender?

Como a gente viu nos primeiros gráficos deste post, até hoje as únicas duas vezes que tivemos uma redução no número de empresas ativas na história do nosso país foi durante a crise econômica global de 2008 e no auge da crise econômica e política nacional de 2018.

Pensei muito sobre isso e fiquei bem curioso pra saber se os impactos das duas crises foram parecidos ou não.

É claro que a crise econômica de 2008 foi muito mais severa e afetou o mundo inteiro. Durante aquela crise, em torno de 23% de todas as empresas no Brasil quebraram!

Foi muito feio.

Mas mesmo com a crise de 2018 não tão devastadora, ela fez um estrago significativo que o Brasil ainda não se recuperou.

É só olhar aquele gráfico das empresas ativas que a gente viu antes.

O recorde de empresas ativas no Brasil foi em 2017, daí tivemos uma grande perda de empresas em 2018, retomamos um pouco em 2019 e talvez em 2020 a gente conseguiria recuperar os patamares de 2017..

Mas a pandemia veio com tudo e muito provavelmente teremos mais uma enorme onda de empresas fechando, o que vai nos atrasar ainda mais..

Mas tudo bem. Estamos aqui para olhar para as crises e aprender com elas.

Para isso preparei uma tabelinha bem simples que mostra a variação percentual de empresas de 2008 comparado a 2007 e 2018 comparado a 2017.

Seção Denominação 2007 -> 2008 2017 -> 2018
A Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Aqüicultura 8.4% 1.2%
B Indústrias Extrativas -22.0% -12.5%
C Indústrias de Transformação -18.4% -11.6%
D Eletricidade e Gás 7.3% 3.2%
E Água, Esgoto, Atividades de Gestão de Resíduos e Descontaminação 1.5% -5.4%
F Construção -7.3% -6.8%
G Comércio; Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas -24.4% -16.6%
H Transporte, Armazenagem e Correio -3.1% -3.1%
I Alojamento e Alimentação -36.9% -11.9%
J Informação e Comunicação -2.1% -6.9%
K Atividades Financeiras, de Seguros e Serviços Relacionados 1.4% -2.0%
L Atividades Imobiliárias -12.3% -3.1%
M Atividades Profissionais, Científicas e Técnicas -8.1% -1.7%
N Atividades Administrativas e Serviços Complementares -10.4% -6.8%
O Administração Pública, Defesa e Seguridade Social 0.0% 2.7%
P Educação -5.3% 0.9%
Q Saúde Humana e Serviços Sociais -65.3% -7.3%
R Artes, Cultura, Esporte e Recreação -21.5% -14.7%
S Outras Atividades de Serviços -15.1% -10.6%
T Serviços Domésticos -5.6% 47.0%
U Organismos Internacionais e Outras Instituições Extraterritoriais -4.4% -4.0%

A primeira coisa que dá pra notar é o que acabei de falar. Realmente a crise de 2008 foi muito mais dura que 2018, os números foram muito piores.

Mas vamos começar olhando pelo lado bom.

Nas duas crises o número de empresas de Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Aquicultura aumentou!

O Brasil é um dos líderes mundiais em agro, e é muito bom saber que esse setor segue forte e cresce durante as crises.

Outro setor que respondeu bem às duas crises foi o de Eletricidade e Gás, que manteve o crescimento positivo.

O setor de Administração Pública, Defesa e Seguridade Social também aguentou bem. Mas esse é um setor que é composto basicamente por empresas vinculadas ao Estado, então faz sentido nessas horas de pânico e crise.

Mas infelizmente essas são as únicas boas notícias que conseguimos tirar dos momentos de crise.

Os outros setores sofreram. Muito.

Por exemplo, o setor de Saúde Humana e Serviços Sociais sofreu muito na crise de 2008. Mais de 65% das empresas fecharam!

Mas em 2018 esse setor não sofreu tanto. Na verdade, foi um dos que menos sofreu.

Qual o motivo para essa diferença tão grande entre as crises?

Nos últimos anos esse setor está sendo dominado por MEI, e na prática MEI não quebra, só para de faturar. Mas você concorda comigo? Diz pra mim nos comentários porque você acha que esse setor sofreu menos em 2018.

O setor de Artes, Cultura, Esporte e Recreação também sofreu um impacto enorme.

Alojamento e Alimentação perdeu muito com as duas crises. E infelizmente também é um dos setores mais afetados pela atual crise que estamos passando.

E pra fechar a lista dos maiores perdedores temos as Indústrias Extrativas e o Comércio Geral, que também sofreram um impacto enorme.

Uma lição que ficou clara é que nos momentos de crise econômica a população corta rapidamente três setores: lazer, cuidados pessoais e compras não essenciais.

Nesta tabela também deu pra perceber algumas semelhanças entre as crises, e como cada setor se comportou antes e depois das crises.

E isso é algo muito poderoso que vai nos levar para a próxima análise.

Olhando Para o Passado

Confesso que ao olhar aquela tabela da última década eu fiquei muito curioso com uma coisa..

Como será que foi esse crescimento olhando ainda mais pro passado? Quais setores cresceram mais ao longo do tempo?

Pra matar essa curiosidade eu preparei outra tabela pra gente.

Essa tabela mostra em 5 colunas o % de crescimento de cada Seção em 5 períodos nessa sequência:

  • 1969 a 1979
  • 1979 a 1989
  • 1989 a 1999
  • 1999 a 2009
  • 2009 a 2019
Seção Denominação 1969 -> 1979 1979 -> 1989 1989 -> 1999 1999 -> 2009 2009 -> 2019
A Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Aqüicultura 399.6% 312.3% 82.0% 526.1% 54.5%
B Indústrias Extrativas 402.9% 140.0% 49.5% -0.8% -5.5%
C Indústrias de Transformação 265.8% 302.4% 120.9% 12.7% 99.3%
D Eletricidade e Gás 107.5% 56.3% 21.2% 56.1% 78.7%
E Água, Esgoto, Atividades de Gestão de Resíduos e Descontaminação 683.4% 105.9% 145.8% 104.1% 145.5%
F Construção 546.1% 328.2% 161.0% 59.4% 295.6%
G Comércio; Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas 448.8% 258.4% 102.1% 4.9% 36.6%
H Transporte, Armazenagem e Correio 532.0% 248.1% 162.5% 85.6% 156.8%
I Alojamento e Alimentação 632.3% 292.9% 68.8% -19.6% 125.8%
J Informação e Comunicação 311.0% 291.2% 302.5% 103.5% 63.9%
K Atividades Financeiras, de Seguros e Serviços Relacionados 237.5% 135.3% 101.0% 125.6% 57.0%
L Atividades Imobiliárias 325.9% 196.9% 66.1% 31.0% 99.8%
M Atividades Profissionais, Científicas e Técnicas 595.3% 497.4% 176.3% 59.4% 156.0%
N Atividades Administrativas e Serviços Complementares 621.5% 584.9% 195.3% 42.1% 86.6%
O Administração Pública, Defesa e Seguridade Social 1495.3% 58.6% 89.0% 29.8% 19.9%
P Educação 578.4% 210.1% 178.1% 66.7% 172.7%
Q Saúde Humana e Serviços Sociais 419.9% 67.4% -2.6% -61.7% 40.0%
R Artes, Cultura, Esporte e Recreação 1201.2% 242.0% 90.7% 22.1% 63.5%
S Outras Atividades de Serviços 855.6% 261.8% 136.6% 36.8% 112.9%
T Serviços Domésticos - 380.0% 510.4% 109.9% 21427.5%
U Organismos Internacionais e Outras Instituições Extraterritoriais 710.0% 281.5% 33.0% 404.9% -1.0%

Essa tabela é sensacional!

Claramente temos um campeão disparado.

O impacto do MEI na formalização dos Serviços Domésticos foi enorme no Brasil na última década.

Na sequência, o segundo setor que mais cresceu em número de empresas ativas foi o de Construção, seguido por Educação, daí Transporte, Armazenagem e Correio, e Atividades Profissionais, Científicas e Técnicas.

E olhando mais pra trás, entre 1999 e 2009 o setor que proporcionalmente mais cresceu foi o de Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Aqüicultura devido a uma série de incentivos e benefícios do governo.

Esta tabela é muito interessante e dá pra ver tudo isso de um jeito ainda mais visual. Eu preparei um vídeo muito legal pra acompanhar o crescimento de cada uma das 21 Seções entre 1965 e 2019.

Impressionante, né?!

Eu achei esse vídeo demais. Tão simples e poderoso, dá pra ver de um jeito muito divertido como foi essa evolução dos principais setores da economia nas últimas décadas.

Assisti esse vídeo diversas vezes, cada vez acompanhando um setor diferente e vendo como ele evoluiu comparado aos outros.

É uma informação muito rica e mostra na prática o resultado de décadas e décadas de políticas públicas, investimentos e incentivos para todos os setores.

Enquanto eu assistia esse vídeo me bateu mais uma curiosidade.

Será que tem um jeito ainda mais visual e fácil de ver essa evolução de todas as Seções nas últimas décadas?

Eu gastei um bom tempo testando várias maneiras diferentes pra gente poder descobrir isso juntos e acabei encontrando uma que gostei bastante.

Atmosphere Crescimento Empresas Ativas no Brasil

Esse gráfico é bem diferente!

Talvez você não conheça muito bem então deixa eu te explicar ele rapidinho. Se você já tá acostumado a ver esse tipo de gráfico pode pular os próximos 6 parágrafos.

Esse gráfico é conhecido como heatmap, ou mapa de calor. Na prática ele é bem simples, a cor de cada retângulo é proporcional ao valor dele.

No eixo horizontal (de baixo) temos os Anos, de 1966 a 2019. No eixo vertical temos as 21 Seções da Atividade Econômica.

Então no nosso mapa, quanto mais azul mais o setor cresceu comparado ao ano anterior.

E quanto mais vermelho, mais o setor diminuiu naquela Seção comparado ao ano anterior.

Para acompanhar o crescimento anual de qualquer setor fica bem fácil. Por exemplo, procura no eixo vertical a Seção G - Comércio.

Depois é só ir seguindo aquela linha pra direita e acompanhando as cores de cada retângulo e vendo como foi o crescimento ano após ano, de 1966 até 2019.

Como a gente viu antes aqui no post, o setor de Comércio teve um crescimento muito bom nos últimos anos, o Brasil gira ao redor do comércio, mas dá pra ver ali de um jeito bem visual como o setor sofreu com as crises de 2008 e 2018 - os vermelhos são bem fortes.

Mas a recuperação do Comércio também foi rápida e forte. O crescimento voltou forte (bem azul) a partir de 2010.

Da mesma forma dá pra ver o forte crescimento da Seção T - Serviços Domésticos desde 2009 quando MEI começou a funcionar pra valer.

Mas tem outras coisas interessantes pra olhar nesse gráfico também.

Por exemplo, a Seção Q - Saúde Humana e Serviços Sociais, ficou praticamente estável, com pouco crescimento entre 1987 e 2007.

A Seção L - Atividades Imobiliárias também teve um crescimento modesto entre 1990 e 2006.

O que mais você achou de interessante nesse gráfico?

Conta isso pra mim nos comentários, vai ser muito legal conversar sobre como o seu setor se comportou nas últimas décadas e qual sua visão para o futuro!

Conclusão

Ah não! Chegou a hora de encerrar por hoje.

Neste post descobrimos juntos muita informação valiosa sobre todos os setores da economia brasileira desde 1965.

Eu fiquei muito surpreso de ver o crescimento dos diferentes setores e principalmente os impactos de várias políticas públicas e incentivos fiscais nas últimas décadas.

E os impactos devastadores das crises de 2008 e 2018 então?!

Foi chocante ver aqueles resultados. Ficou bem claro quais setores sofrem mais durante as crises.

Mas o que mais me chamou a atenção foi que mesmo durante crises tão duras alguns setores resistiram bem. Alguns deles até cresceram!

E é esse tipo de informação que faz toda a diferença: temos que estar sempre planejando e nos adaptando para o futuro.

Uma parte muito importante dessa estratégia é entender muito bem os impactos das crises passadas para sermos a exceção: as empresas que crescem nas crises!

As análises, gráficos, tabelas e vídeos desse post mostraram que você pode descobrir TUDO sobre o seu mercado para fazer sua empresa vender mais, crescer mais e lucrar mais.

A gente sempre escuta por aí histórias de empresas que deram a volta por cima, se reinventaram, se prepararam e agiram na hora certa.

Isso não é sorte.

Eu te garanto que os donos, vendedores e diretores dessas empresas gastaram tempo analisando o mercado e estudando como ele está evoluindo, onde estão os clientes e concorrentes, e o que aconteceu em crises passadas.

Quem está preparado sempre vence.

E é exatamente por isso que estamos construindo a Atmosphere para ajudar você, empresário, vendedor, diretor, estrategista, criador de produto, responsável pelo marketing, a descobrir tudo sobre o seu mercado de um jeito fácil e rápido.

Tudo que você quiser descobrir sobre o seu mercado vai estar na ponta dos seus dedos, a poucos cliques de distância!

Em poucas semanas a gente vai lançar o programa da Atmosphere que vai mudar totalmente como você entende o seu mercado e descobre novas oportunidades de negócio.

Você vai descobrir o tamanho e crescimento do seu mercado na sua região e ver rapidinho onde estão seus clientes e seus concorrentes.

E tudo isso de um jeito muito fácil e muito visual. Vários gráficos vão contar a história e mostrar tudo sobre como seu mercado está hoje e como ele evoluiu nas últimas décadas. É incrível!

E enquanto isso eu também estou escrevendo outras análises muito interessantes pra postar aqui no blog que eu tenho certeza que você vai gostar muito.

Pra ser o primeiro a receber as novas análises e também pra saber no minuto que o programa estiver pronto é bem simples. É só deixar o email aqui que eu te aviso quando tudo estiver pronto!

Antes de terminarmos por hoje, conta pra mim aqui embaixo nos comentários o que você mais gostou de descobrir sobre o seu setor e o que você quer ver nos próximos posts!

Abraço,

Fred

PS: Se quiser ver gráficos e análises super legais e exclusivos segue a gente no Instagram, Facebook, Linkedin e Youtube!

compartilhe




Fred Estante

Fred Estante

Co-Fundador e CEO da Atmosphere

Engenheiro Físico formado pela Embry-Riddle e Mestre em Engenharia Aeroespacial pela University of Colorado Boulder.

Fred é fascinado por empreendedorismo, big data, ciência, astronomia e mapas históricos. E também é o Fã #1 de De Volta Para o Futuro.